Questor Sistemas participa do 42º Encontro do GBrasil

10511267_549750871836515_9187483473621562498_n

Iniciou na quinta-feira (19), no hotel Mercure, em Goiânia-GO, o 42º Encontro do GBrasil. O GBrasil é uma rede nacional de empresas contábeis, um grupo que concentra o conhecimento profissional de várias companhias representado por uma única organização presente em todo o país.

IMG-20141121-WA0001 (3)

O Questor Sistemas mantém diversos clientes do Grupo e foi convidado para participar e apresentar suas soluções para as organizações contábeis.

O encontro segue até este sábado (22), sendo palco de diversas palestras, treinamentos e troca de informações.

Postado em Questor Sistemas | Deixe seu comentário

SCP – Sociedade em Conta de Participação

Implementamos na Versão 1.1.115.0, liberada no dia 14/11/2014 as implementações para o cálculo dos valores apurados por SCP – Sociedade em Conta de Participação.

No Questor a SCP será tratada como um Estabelecimento, para efetuar o cálculo do PIS e COFINS e a geração do arquivo EFD Contribuições é preciso efetuar algumas configurações nos módulos Gerenciador de Empresas e Fiscal.

Módulo Gerenciador de Empresas

Cadastro do Estabelecimento
Campo Sociedade em Conta de Participação = Informar SIM nessa opção, indicando que o Estabelecimento vinculado a Matriz ou Estabelecimento único é uma SCP.
Campo Inscrição SCP = Será habilitado somente quando o Campo Sociedade em Conta de Participação estiver definido com a opção SIM, nesse campo deve ser informada a inscrição da SCP, obrigatoriamente deve conter 14 caracteres e será gerado no Registro 0035 – Identificação de Sociedade em Conta de Participação – SCP do arquivo EFD Contribuições.
Campo Natureza Jurídica = Informar para Estabelecimentos SCP a Natureza Jurídica 212.7 – Sociedade em Conta de Participação

GEMM

Módulo Fiscal

Configurações
No módulo Fiscal incluímos na opção pelo EFD Contribuições (menu: Configurações) na definição da Natureza Pessoa Jurídica 3 NOVAS opções que são:
03 = Pessoa jurídica em geral participante de SCP como sócia ostensiva
Definir essa opção quando a Empresa participa como Sócia Ostensiva na SCP
04 = Sociedade cooperativa participante de SCP como sócia ostensiva
Definir essa opção quando a Cooperativa participa como Sócia Ostensiva na SCP
05 = Sociedade em Conta de Participação – SCP
Definir essa opção para Empresa única cadastrada como SCP

EFD_OP

Essa informação será gerada no Registro 0000 – ABERTURA DO ARQUIVO DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO DA PESSOA JURÍDICA do arquivo EFD Contribuições.
IMPORTANTE: Quando a Matriz cadastrar a opção com as opções 03 ou 04 e possuir Estabelecimentos vinculadas a mesma cadastradas no Gerenciador de Empresas como SCP automaticamente na geração do arquivo da SCP o código gerado será 05.

Lançamentos Fiscais
Como a SCP é um Estabelecimento separado, os Lançamentos Fiscais (Entradas / Saídas) e cadastros como F100, F200 e outros serão utilizados para apurar o PIS e COFINS individualmente, ou seja, esses lançamentos gerarão uma apuração individual do imposto.

Demonstrativo e Arquivo EFD Contribuições
Implementamos na consulta do Demonstrativo EFD Contribuições e na rotina de Geração do arquivo o filtro Filial (SCP), esse campo permite filtrar e selecionar somente Estabelecimentos cadastrados como SCP.

Na geração do arquivo, Registros de Apuração (Bloco M), o sistema procederá automaticamente com a geração dos Registros de Ajustes de Redução e Acréscimo dos débitos e créditos apurados por SCP efetuando o seguinte procedimento conforme orientações do Guia Prático:

Procedimento 1
Primeiramente, deve ser reduzido dos valores totais de débitos (M210) e créditos (M100) apurados de forma consolidada na Empresa, sócia ostensiva, os valores referentes a cada SCP. Para tanto, informar o valor do crédito (em M100, campo 10 e gerando um registro de ajuste de redução em M110 para cada SCP) e o valor do débito (em M210, campo 10 e gerando um registro de ajuste de redução em M220 para cada SCP), segregando assim os valores referentes à sócia ostensiva, dos valores referentes à(s) SCP.
Procedimento 2
Gerar novos registros M210 (Contribuições) para a demonstração dos créditos e débitos apurados no período, de cada SCP da qual seja sócia ostensiva, com os códigos específicos de contribuição de SCP (71 ou 72), gerando também os correspondentes registros de ajuste de acréscimo de contribuições, em M220.

A apuração dos Impostos CSLL e IRPJ para as SCPs serão implementadas na NOVA escrituração ECF – Escrituração Contábil Fiscal

Fonte: Equipe Questor

Postado em Sem categoria | Deixe seu comentário

Domésticas – Folha de Pagamento

Cadastramento e Configuração da Empresa

1) Cadastrar a Empregadora:

O primeiro passo é cadastrar a Empregadora (patroa) no sistema, para isso utilize o Gerenciador de Empresas.

É necessário observar alguns campos no cadastramento da empresa “empregadora doméstica”, os quais estão a seguir:

Tipo de Inscrição: Informar o tipo como CEI.

CNPJ/CEI/CPF: Informar o número do CEI correspondente a empregadora.

Atividade Federal: 9500-1/00

Descr.Ativ.Federal: Serviços Domésticos

NOTA: É necessário cadastrar a empregadora como sócia para relacioná-la ao cadastro da empresa.

Blog 3 - imagem 01

2) Configuração da Empresa:

Na configuração da empresa não há nada de diferente das empresas normais, segue-se a mesma configuração.

 

3) Configuração das Filiais:

Na configuração da filial é importante observar os códigos de recolhimentos da Sefip e também o código da tabela de GPS. O código de recolhimento da SEFIP a ser utilizado

é 115 quando a empregadora optar por recolher o FGTS da empregada doméstica, caso não haja recolhimento informe o código 999.

 

4) Organogramas:

Não há necessidade de incluir um organograma especial, pode-se fazer as quebras conforme a necessidade.

 

5) GPS (Cadastro)

O cadastro da GPS é importante para o correto preenchimento das guias e dos arquivos magnéticos.

Observar abaixo os preenchimentos necessários:

Código Pgto.GPS: 1600 – Empregado Doméstico – Recolhimento Mensal

FPAS: 868

inss parte empresa 12% + 8 empregado = 20%

% Diretor/Autônomos/Domésticas: 12,00

 

Blog 3 - imagem 02

Cadastramento do Funcionário

1) Cadastro dos Funcionários:

No cadastro dos funcionários também é necessário observar alguns detalhes que são importantes para cálculo e emissão dos dados da empregada doméstica. Os campos a seguir

deverão ser observados:

Dados do Contrato

Tipo de Contrato: 17 – Empregada Doméstica

Optante FGTS: Conforme opção da empregadora (Sim/Não)

Tipo de Vínculo: 15 – Trab.Urbano vinc.Empr.Pessoa Física, pela CLT, prazo determinado.

Categoria do Empregado: 06 – Empregado Doméstico

 

Blog 3 - imagem 03

 

Sindicato: 9999

GPS Individual

Número Inscrição INSS: Informar o código de inscrição do INSS da empregada.

Emitir Carne: Sim

Pagamento GPS: 1600 – Empregado Doméstico – Recolhimento Mensal.

Atualização Automática: Não

INSS na Folha: Não

 

Blog 3 - imagem 04

 

Históricos

Salário: Informar o salário mensal pago a empregada

Cargo: Informar o cargo da empregada doméstica

NOTA: É necessário cadastrar um cargo na tabela de cargos (Cadastros/Gerais/Cargos) com as seguintes características:

Cargo: Número disponível

Descrição: Empregada Doméstica

CBO 2002: 512105 – Empregado doméstico nos serviços gerais.

Cálculos da Folha

Não há procedimento especial no cálculo da folha de pagamento, ou seja, utiliza-se o mesmo padrão do cálculo das demais empresas, define-se um período de cálculo para a

competência desejada e em seguida calcula-se a folha.

Relatórios da Folha

Os relatórios também são emitidos da mesma forma como as demais empresas.

GPS

Para as empresas empregadoras domésticas não é emitido GPS para a empresa, mas sim para a empregada doméstica. Para emitir a GPS da empregada doméstica, após calcular a

folha mensal, acessar as opções Impostos/INSS/Funcionários/Cálculo Carnes, selecionar a competência desejada e clicar no botão de cálculo, ao finalizar o processo de

cálculo será solicitado se deseja emitir a GPS e o formulário utilizado, caso não queira emitir neste momento poderá faze-lo posteriormente utilizando as opções

Relatórios/Impostos/INSS/Carnes, selecionando o padrão desejado.

NOTA: Lembramos que o sistema irá calcular o valor descontado da funcionária na folha de pagamento, observando os limites definidos na tabela de INSS vinculada ao tipo de

contrato e complementará o valor da guia com a aplicação do percentual definido na tabela de GPS campo % Diretor/Autônomos.

SEFIP

Para os Empregadores que optarem pelo recolhimento do FGTS da empregada doméstica, deverão acessar a rotina do SEFIP e gerar um arquivo com código de recolhimento igual a 115.

NOTA: Empregada Doméstica na situação demitida com recolhimento da GRFC, não é necessário gerar Sefip 905 (Declaração para a Previdência Social).

 

Fonte: Equipe Questor Sistemas

 

Postado em Folha de Pagamento, Trabalho Doméstico | Tags , , | Deixe seu comentário

Orçamento Simplificado – Facilidade e Gestão Segura

O desejo de todo gestor é disponibilizar aos seus colaboradores uma ferramenta simplificada, de fácil entendimento e manuseio, sem deixar de perder controles básicos envolvendo a atividade da empresa.

O Questor Empresarial pensando em atender essa necessidade, disponibiliza a seus clientes e futuros clientes uma ferramenta auxiliar de venda que atende os requisitos já citados.

O “Orçamento Simplificado” permite aos usuários do sistema uma forma rápida de efetuar os orçamentos, possuindo em uma única tela as informações relacionadas a cliente/financeiro/itens, proporcionando ao vendedores um ganho de tempo gigantesco, deixando assim oportunidades de prospectar mais vendas.

Aliado a facilidade de manuseio, o Orçamento Simplificado proporciona aos gestores uma “amarração” confiável em que se diz respeito à pendências/aprovações financeiras, consultas de históricos e gerenciamento de credito.

Aos clientes Questor Empresarial que ainda não utilizam essa ferramenta, mas querem a conhecer, basta entrar em contato com a equipe de suporte e sanar suas duvidas, aos futuros clientes, não percam tempo, marque já uma demonstração com nossa equipe comercial.

Postado em Questor Empresarial | Tags , , , | Deixe seu comentário

Certidões Negativas de Débitos da Fazenda Nacional Unificadas

A partir do dia 03 de Novembro de 2014, as certidões que fazem prova da regularidade fiscal de todos os tributos federais, inclusive contribuições previdenciárias, tanto no âmbito da Receita Federal quanto no âmbito da Procuradoria da Fazenda Nacional, foram unificadas em um único documento.

A unificação das Certidões Negativas está prevista na Portaria MF 358, de 5 de setembro de 2014, Conforme postagem no dia 17 de outubro de 2014

http://blog.questor.net.br/2014/10/receita-unificara-as-emissoes-das-certidoes-de-regularidade-fiscal-dos-tributos-federais/.

Para os clientes do Questor ZEN, não a necessidade de nenhuma parametrização a mais para que ocorra a captura da certidão unificada, basta possuir a configuração no menu Certidões / Configurar Empresas, para a captura automática da certidão pessoa jurídica, pois é por meio dela que será capturada a certidão unificada.

Já para os clientes que não possuem a configuração em suas empresas para a certidão pessoa jurídica, basta acessar o menu: tipos de Documentos / Certidões / Federal e proceder com a configuração do tipo de documento pessoa jurídica, e em seguida acessar o menu: Certidões / Configurar Empresas, selecionando as empresas em que ocorrerá a captura da certidão e configurar a certidão para a empresa. As certidões INSS as Outras Finalidades, INSS Registros ou Arquivamentos a Classe Consulta INSS no sistema Questor ZEN, atualmente está sendo capturada com o status de falha, retornando com a mensagem “Desde o dia 03/11/2014 não há emissão da certidão previdenciária. A Receita Federal expede uma única certidão que abrange a regularidade das contribuições previdenciárias e de terceiros.”

Para as próximas versões do sistema Questor Zen, as classes da certidão do INSS serão desativadas automaticamente nas configurações da empresa, sem que seja necessário a desativação manual.

Fonte: Equipe Questor

Postado em Questor Zen | Tags , , | Deixe seu comentário

Versão 1.1.115.0 – Questor Tributário

Liberamos a versão 1.1.115.0 do Questor Tributário. Para analisar a documentação das alterações e implementações ocorridas nesta versão clique aqui.

Postado em Nova Versão, Questor Tributário | Tags , , | Deixe seu comentário

Nota Técnica nr. 026/2014 – DFE Consulta On-Line

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
Diretoria de Administração Tributária
Gerência de Sistemas e Informações Tributárias

Florianópolis, 11 de novembro de 2014.

Correio Eletrônico Circular SEF/DIAT/N.º 035/2014

ASSUNTO: APLICATIVO DFE – RESTRIÇÃO DE CONSULTA ON-LINE

Prezado Sr(a).

Comunicamos que, devido ao uso automatizado do aplicativo DFE – Consulta On-Line por parte de determinados contribuintes, foi necessária a implantação de restrições de acesso para estes usuários, uma vez que esse tipo de utilização gera grande demanda no aplicativo, causando instabilidade no S@T.

Todavia, como o uso do aplicativo se tornou essencial aos usuários para as suas atividades, essas restrições serão desativadas durante os dias úteis no período noturno (19:00 h às 07:00 h ) e nos finais de semana (24 horas).

Para os demais dias/períodos, continuarão havendo restrições quando houver excessivo número de requisições pelo mesmo usuário num curto espaço de tempo.

Para o começo de 2015 disponibilizaremos aos usuários uma aplicação mais eficaz e alinhada ao padrão tecnológico da NF-e utilizado nacionalmente.

Eventuais dúvidas podem ser esclarecidas no sítio desta Secretaria, em contato via correio eletrônico na página ( http://www.sef.sc.gov.br/caf ), ou por meio da Central de Atendimento Fazendária (CAF) – telefone nº 0300-645-1515, no horário de atendimento das 08:00 às 18:00 horas.

Cordialmente,

Omar Roberto Afif Alemsan Carlos Roberto Molim
Gerente de Sistemas e Informações Tributárias Diretor de Administração Tributária

Equipe Questor Sistemas.

 

Postado em NotificarUsuarioQuestor | Tags , , | Deixe seu comentário

Testes de Software – Testador Curioso

Curiosidade é uma das principais características de um testador, mas, quando não cultivada, pode, com o tempo, ir perdendo intensidade.

Atitudes que diminuem nossa curiosidade

Medo ou receio em questionar

Devemos evitar privar-nos de perguntar por receio de parecermos inexperientes e também de pensarmos “vou pesquisar mais sobre isto depois”. Estes pensamentos nos impedem de aproveitar ao máximo a oportunidade de conhecer mais sobre algo.

Falso senso de confiança no sistema

A familiaridade com alguns módulos e também o baixo nível de ocorrência de falhas podem gerar em nós uma falsa crença que certas partes desta aplicação funcionam corretamente, e assim, deixamos de dedicar o máximo de esforços em descobrir suas particularidades.

Falta de familiaridade com o módulo ou sistema

Geralmente nos deparamos com determinados temas que deveríamos aprender, mas por não ter familiaridade com eles ou por achar um tanto complexo, acabamos por preferir transferir a responsabilidade para outra pessoa que tenha mais familiaridade ou experiência.

Três maneiras de cultivar a curiosidade

Questione sobre tudo o que não conhece ou não compreende

Frequentemente nos deparamos com funcionalidades que não conhecemos ou não compreendemos e, nestes casos, o que fará com que nós consigamos entender exatamente a funcionalidade proposta é questionar o máximo possível, de modo a absolver o máximo de conteúdo possível.

Devemos ter em mente que nosso trabalho é entender muito bem como as aplicações devem se comportar, pois um teste bem feito depende disso. Desta forma, não devemos ter medo e nem receio em nos arriscar em questionar pois a qualidade de nossas atividades está intimamente relacionada ao ato de descobrir e aprender.

Olhar tudo como algo novo

Com o passar do tempo começamos a deixar de encontrar novidades nos softwares que testamos, isso ocorre por pensarmos, incorretamente, que já conhecemos todos os comportamentos esperados.

Podemos impedir a ocorrência deste engano simplesmente adotando uma visão de inexperiência quanto ao software que utilizamos, e assim conseguimos enxergar pontos diferentes antes não vistos.

Busque mais conhecimento e então desejará aprender mais

Somos motivados a aprender mais quando conhecemos um pouco sobre o assunto e nos sentimos desmotivados quando não sabemos nada sobre ele.

Quando não compreendemos bem alguma funcionalidade, ou quando ela é muito complexa, não sentimos confortáveis em explorá-la, e assim, acabamos por deixar que outras pessoas trabalhem nesta funcionalidade.

A familiaridade com as funcionalidades e o aprendizado sobre elas faz com que queiramos aprender mais sobre aquilo, e então o que considerávamos difícil de entender começa a se tornar cada vez mais simples, até tornar-se claro.

Fonte: http://www.qualister.com.br/blog/mantendo-se-um-testador-curioso

Autor: Júlio de Lima

Equipe Questor Sistemas

Postado em Questor Imobiliário, Questor Tributário | Tags , , | Deixe seu comentário

Versão 1.1.115.0 – Questor Imobiliário

Liberamos a versão 1.1.115.0 do Questor Imobiliário. Para analisar a documentação das alterações e implementações ocorridas nesta versão clique aqui.

Postado em Nova Versão, Questor Imobiliário | Tags , , | Deixe seu comentário

DRE Gerencial – Aliada na Tomada de Decisões!

Focado na implementação de novas ferramentas que auxiliem os gestores nas tomadas de decisão, o Questor Empresarial disponibilizará na versão 1.1.99.9 (12/11) a possibilidade de seus clientes emitirem uma DRE Gerencial.

O conceito básico da DRE Gerencial é demonstrar quais os resultados obtidos pela empresa em um determinado período, levando em consideração seu faturamento, custos de compra e suas principais despesas.

Preocupado em atender seus clientes de forma simples e funcional, o Questor Empresarial utilizará configurações de fácil entendimento e relatórios de fácil interpretação, possibilitando a empresas com vários perfis diferentes a utilização da nossa DRE Gerencial.

Dúvidas sobre essa nova funcionalidade podem ser sanadas junto à equipe de suporte.

 

Postado em Questor Empresarial | Tags , | Deixe seu comentário